Skip to content

Sal e Luz

Maio 30, 2011

[Um sermão para a Igreja de Cristo em Carcavelos, 8 Maio 2011]

Deus tem uma missão e nós temos um papel importante nesta missão. Esta missão é a mesma missão para qual Jesus chamou os seus discípulos. Jesus descreveu o nosso papel como sal e luz. Mateus 5:13-16.

Estas duas metáforas destacam dois aspectos da vida cristã.

Nós somos o sal. O sal é único para um propósito exclusivo. Não há mais nada que tenha o sabor do sal e a sua capacidade para preservar a comida. O povo de Deus é único também para um propósito especial. Esta é uma verdade fundamental do Novo Testamento e do Velho Testamento. Deus separou-nos do mundo para lhe dar glória. Deus disse aos Israelitas no Sinai, “Eu sou o Senhor, vosso Deus, que vos separei dos povos” (Levítico 20:24). E Paulo disse, em Romanos 12:2, “Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” Então nós somos diferentes das pessoas que não têm Cristo na vida.

Eu gosto desta frase de Paulo em Romanos 12, “a renovação da mente.” É como a remodelação dum prédio ou duma loja no centro comercial; é preciso tirar tudo dentro para que possamos reconstruí-la com outras coisas. Paulo usou uma outra maneira para descrever isto em Colossenses 3:1-4. Precisamos de “pensar nas coisas que são de cima.” Em Grego é mais como “colocar a nossa mente nas coisas de cima.” Não é só pensar. É uma relocalização; tudo muda. Precisamos de nos treinar para nos concentrarmos menos nas coisas deste mundo e mais nas coisas eternas.

Eu gosto muito dos salgados Portugueses. Os meus preferidos são empadas e chamuças. Fazem o perfeito lanchinho depois dum dia de aulas de Português com uma cola fresca. Mas, sem o sabor salgado, estes lanches iam ser insossos. É o mesmo connosco. “Se o sal for insípido, com que se há-de salgar?” Se nós não formos diferentes do mundo, somos inúteis. Não podemos cumprir o propósito que Deus tem para nós. Ou, como o Danny disse, “para sermos bem úteis na missão de Deus, temos primeiramente que ser fiéis a Deus.” Se nós parecermos iguais às pessoas sem Cristo, qual é o nosso propósito? Se seguir Jesus não tem feito uma diferença na sua vida, então estar aqui é uma grande perca de tempo. “O sal sem sabor não serve de nada.”

Temos um papel da missão de Deus. Nós somos o sal. Nós somos diferentes do mundo. E Deus quer usar-nos para preservar o mundo. Deus separou-nos do mundo para lhe dar glória e reconciliar o mundo consigo. Precisamos de focar mais nas coisas que são de cima. Precisamos de praticar obediência à chamada de Deus. E se nós estivermos a viver como sal, as outras pessoas vão notar que somos diferentes. Isso faz parte da segunda metáfora.

Nós somos a luz do mundo. O mundo vive no escuro, mas nós somos a luz. Temos as respostas para as questões mais importantes. Porque é que estamos aqui? Qual é o significado da vida? E temos esperança. Em momentos alegres e momentos escuros, nós sabemos que Deus é o senhor sobre toda a sua criação. E temos uma responsabilidade com esta informação. Somos a luz porque levamos os outros a Deus. Levamos os outros a Deus em duas maneiras ligadas. Levamos os outros a Deus ao partilharmos o evangelho. E levamos os outros também quando fazemos a luz brilhar de qualquer tipo de escuridão. Toda a nossa vida é uma luz. Somos a luz quando nós vivemos diferentemente, porque as razões para as diferenças apontam outros para Deus. Somos a luz quando nós ajudamos uma pessoa que está a sofrer no escuro por causa da pobreza, fome, dor ou perca. Somos a luz quando outras pessoas vêem a nossa alegria, o nosso amor, a nossa esperança, ou o Espírito de Deus que vive dentro de nós.

Ninguém pode esconder esta luz. Se alguém não mostra a luz, esta pessoa realmente não é cristã. “Não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte.” Outras pessoas vão ver a nossa luz, e temos a responsabilidade de partilhar porque nós somos diferentes destas pessoas. Esta é a ligação entre o sal e a luz. Como sal, somos únicos e as pessoas vão notar a nossa diferença. E isso dá oportunidades para partilhar o evangelho. Como Pedro escreveu. 1 Peter 3:15.

Deus tem uma missão e nós somos agentes desta missão. Somos o sal da terra e a luz do mundo. Temos uma responsabilidade ou uma tarefa, fazendo-nos embaixadores da parte de Cristo. Para vocês isso significa varias coisas.

  1. Continuem a focar mais nas coisas que são de cima. Não se preocupem com coisas deste mundo. Isso faz-nos diferentes das pessoas do mundo e torna-nos o sal da terra.
  2. Procurem oportunidades para partilhar a luz. Procurem a pessoa que nota a diferença em vós e usem a oportunidade para explicar porque é que são diferentes. Procurem também pessoas que não têm a luz e estão abertas para ouvir sobre O Caminho, A Verdade, e a Vida.
  3. Continuem a servir de ligação na corrente que Deus usa para alcançar os povos das outras nações. Vocês são um elo crucial entre os países Portugueses. Juntem-se a nós para encontrar maneiras em que vocês podem ser uma bênção – em que podem ser o sal e a luz – para Angola.

A nossa tarefa é simples. “Resplandeçamos a nossa luz para que os outros vejam as nossas boas obras e glorifiquem o nosso Pai que está no céu.” Obrigado por esta oportunidade para partilhar sobre a nossa parte desta tarefa. Estamos animados por ser unirem a nós nesta grande missão de Deus.

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: